início do conteúdo

PIBID Subprojeto Ciências da Natureza concluiu as ações do primeiro bimestre de 2017

Publicado em: Campus São Vicente / 6 de Julho de 2017 às 15:48

O Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) - Subprojeto Ciências da Natureza, por meio do IFMT Câmpus São Vicente, concluiu as ações do primeiro bimestre do ano letivo de 2017 com intensa atuação de bolsistas e voluntários no Centro de Referência de Jaciara e na Escola Municipal de Ensino Fundamental profª Maria Villany Delmondes.

O professor Dr. Leandro Carbo, Coordenador Institucional do PIBID/IFMT, explica que o principal objetivo do programa é “elevar a qualidade da formação inicial de estudantes dos cursos de licenciatura, promovendo a integração entre educação superior e educação básica”.

Segundo a Coordenadora de Área, a professora Me. Roberta Moretti, as ações principais do Subprojeto Ciências da Natureza são: a elaboração do diagnóstico das escolas parceiras; a produção de material didático para os laboratórios de Ciências dessas escolas; a realização de intervenções pedagógicas no espaço escolar; o apoio a eventos de divulgação da Ciência nas escolas; a produção do Itinerário da Ciência; a apresentação de trabalhos em eventos produzidos pelo PIBID; e a organização de eventos voltados à formação continuada de professores da região de atuação do projeto.

No 1º bimestre do ano letivo de 2017, os pibidianos, como são conhecidos os bolsistas do programa, desenvolveram práticas pedagógicas diversas vinculadas à primeira turma curso do Técnico em Meio Ambiente Integrado ao Nível Médio.

As pibidianas Karinna, Carol e Inajara utilizaram materiais de baixo custo para demonstrar as emocionantes Leis de Newton. Inajara, que é voluntária, testemunha que o PIBID “me trouxe um crescimento de conhecimento muito grande, tanto como professora e também como pessoa, pois aprendi a me aproximar dos alunos e me perceber enquanto profissional”.

O conteúdo de separação de misturas foi abordado no Laboratório de Química e Biologia pelos pibidianos Carlos, Júlio e Lucas, por meio através de experimentos empolgantes que envolveram a manipulação de substâncias e vidrarias.

As discentes Kamila, Gennyfer e Marcela despertaram o interesse e a curiosidade do primeiro ano do Ensino Médio convidando-os a observar as células da cebola ampliadas por um microscópio.

A pibidiana Marcela, já formada em Direito, afirma que sua primeira experiência com a docência foi no PIBID e “está sendo uma experiência maravilhosa, através do PIBID, tive a certeza que realmente quero ser professora”.

Dedicando oito horas por semana, os pibidianos desenvolvem atividades de preparação de conteúdo sob orientação dos professores do IFMT, participam de atividades lúdicas e de dinâmicas, objetivando melhorar a performance e a presença em sala de aula e, ainda, executam atividades de monitoria junto aos alunos em sala de aula.

Já Genyffer Michelle Costa, revela: “Posso definir o PIBID como um 'divisor de águas' na minha vida acadêmica. Antes do PIBID, era uma pessoa totalmente insegura quando era necessário ir à frente para explicar alguma coisa. Depois do PIBID, já não tenho tanta timidez, pois a prática leva à perfeição e esta aproximação com os alunos foi favorável a mim. Por meio deste subprojeto viajamos para outras localidades para mostrar o trabalho que vêm sendo feito nas escolas. O PIBID contribuiu positivamente e tenho certeza que não teria tanta vontade em ser professora sem essa rica experiência que somente o PIBID traz. É unir teoria à prática, é ser professor mesmo antes de estar no estágio. É momento de confrontar a realidade do ser professor”.

O contato com os estudantes não aconteceu apenas durante as aulas. Todas as quintas-feiras pela manhã os pibidianos realizaram atividades de apoio ao ensino voltadas às disciplinas de Biologia, Química e Física. O professor Leone Covari supervisiona o desenvolvimento das atividades no Ensino Médio e afirma que o desafio para os próximos bimestres é “preparar o controle emocional dos pibidianos, levando-os a ter mais domínio de sala de aula, postura adequada, noção de espaço, uso de quadro e demais recursos didáticos”.

Supervisionados pela professora Selma Fátima de Moura, desenvolveram-se atividades pedagógicas interessantes pelos pibidianos na E.M.E.F. Profª Maria Villany Delmondes, que, nesse primeiro bimestre, demonstraram ter bastante fôlego para trabalhar com os “pequenos”.

Em um primeiro momento, as turminhas foram convidadas a ocupar os laboratórios do Centro de Referência de Jaciara para ter aulas sobre a Energia dos Alimentos, com os pibidianos Bruno, Paula, Ana Paula e Giuliany, que apresentaram esse conteúdo utilizando os experimentos eletrizantes: a Pilha de Limões e a Bicicleta que Produz Energia Elétrica.

As pibidianas Stephany e Nilza despertaram o espírito científico nos pequenos auxiliando-os a investigar o mundo dos protozoários através das lentes de um microscópio, atividade essa orientada pela professora Dra. Kayena Delaix.

As pibidianas Fernanda, Isnara e Angela abordaram a temática solo realizando uma oficina de Hortas Suspensas que motivou os alunos a produzirem seus próprios cultivos em casa.

Naquela escola, os pibidianos também tomaram a frente nas atividades da Semana do Ambiente do Município de Jaciara, envolvendo os alunos do 6º ao 9º ano da escola parceira em atividades diversas: palestras, oficina de bolo de cascas, aula de campo na Cachoeira da Mulata para a coleta de lixo e apresentação cultural da Orquestra de Instrumentos feitos com Materiais Reciclados do 1º ano do Ensino Médio.

Lá, a supervisora do PIBID, professora Lidiana Gomes, acompanhou os pibidianos nas práticas pedagógicas no ensino fundamental e afirma que “as práticas realizadas pelos pibidianos são diferenciadas e estimularam os alunos desta escola a serem atuantes e construtores do próprio conhecimento, despertando o interesse e a curiosidades dos mesmos. Também segundo ela, o PIBID subprojeto LCN une teoria e prática contribuindo significativamente para melhorar o ensino de Ciências Naturais em nossa escola”.

Ainda neste primeiro bimestre, os pibidianos Angela, Bruno, Fernanda, Maria Glória e Paula viajaram à cidade de São Paulo para participar do EnECI – Encontro Nacional de Ensino por Investigação – que aconteceu na Universidade de São Paulo, apresentando trabalhos e assistindo palestras de professores renomados da área de Ensino de Ciências.

Os trabalhos apresentados basearam-se nas ideias do Ensino por Investigação e abordaram as seguintes temáticas: “Por que um foguete se move como se move? Lançando foguetes de garrafa PET.”; “Como sabemos que são liberados gases na fotossíntese?”; “Por que os planetas giram em torno do Sol? Uma proposta pedagógica que aborda a Teoria da Relatividade Geral de Einstein.” e “Apresentação do Laboratório de Ensino de Ciências do Curso de Licenciatura em Ciências da Natureza para Alunos do Ensino Fundamental.”

Entendendo ainda a importância e a necessidade de cada pibidiano construir a sua própria identidade docente, atualmente o Subprojeto Ciências da Natureza conta com a colaboração do professor José Marcio Nerone Leite, que ministras oficinas de teatro junto ao grupo.

Para o próximo bimestre, os pibidianos unirão forças para dar suporte à Feira de Ciências - que acontecerá na escola Maria. Villany - e à Feira do Conhecimento - atividade integrante da Jornada Científica que acontecerá no Centro de Referência de Jaciara, bem como produzirão as atividades que compõem o Itinerário da Ciência.

O PIBID
O programa é uma iniciativa da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) objetivando a valorização dos futuros docentes durante seu processo de formação. Tem como objetivo o aperfeiçoamento da formação de professores para a educação básica e a melhoria de qualidade da educação pública brasileira. No IFMT, o PIBID se estabeleceu por iniciativa de docentes de diversos campi, liderados pela equipe de Jaciara que, desde 2013, vem trabalhando na execução do programa.

início do rodapé

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso - Campus São Vicente

Rodovia BR-364, Km 329, s/n - CEP: 78106-970

Telefone: (65) 3341-2100

Campo Verde/MT